Pet Eusébio Ceará

Terrier Escocês - Scottish Terrier - Fotografia Pet

Fotografei com a ajuda de meu filho uma família com vários artistas rs, neste primeiro post trago o Terrier Escocês, abaixo um pouco da história da raça e o padrão oficial. 

Terrier Escocês ou  Scottish Terrier que é um cão de origem escocesa. Conhecidamente uma das raças terriers mais antigas da Escócia, foi desenvolvida para tornar-se um cão de caça, desentocando as presas para seus donos, já que a caça, naquela época, era uma atividade primordial, respeitando ainda as exigências dos lordes, de não terem um grande cão caçador. A paixão dos escoceses por este cão é tão grande que gerou a frase: Já existiam escoceses nestas planícies quando a Europa ainda estava sob domínio romano. Sua popularidade na Europa é grande, e um dos mais famosos desses terriers figurou no desenho animado A Dama e o Vagabundo, da Disney. Na sociedade, foram símbolo da marca de uísque Black and White e companheiros dos ex-presidentes norte-americanos Franklin Roosevelt e Ronald Reagan.

Abaixo o padrão oficial de acordo com a CBKC

BREVE RESUMO HISTÓRICO: O Scottish Terrier Club foi formado em 1882, um ano após o primeiro padrão da raça ser redigido, e apenas três anos após o início da raça como a conhecemos hoje pelo Capitão Gordon Murray. Ele foi fortemente apoiado pelo fundador e primeiro presidente do The Kennel Club, o Sr. Sewallis Evelyn Shirley. A imagem pública deste terrier de pernas curtas dos “Highlands” é muitas vezes a de um “Scot” severo, mas que com sua família e amigos é carinhoso e alegre, embora ele logo se desperte ao menor ruído, com instinto protetor enquanto se prepara para proteger sua casa e lar. 

APARÊNCIA GERAL: Atarracado, de tamanho satisfatório para trabalhar no solo, o que exclui cães de peso excessivo, de membros curtos, postura alerta sugerindo grande poder e atividade dentro de um pequeno volume. A cabeça dá a impressão de ser longa para o tamanho do cão. Muito ágil e ativo apesar de suas pernas curtas. PROPORÇÕES IMPORTANTES: Crânio e focinho de igual comprimento. 

COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: Leal e fiel. Digno, independente e reservado, mas corajoso e altamente inteligente. Valente, mas nunca agressivo. 

CABEÇA: Longa, sem ser desproporcional ao tamanho do cão. Portada sobre um pescoço musculoso e de comprimento moderado, mostrando qualidade. 

REGIÃO CRANIANA Crânio: Quase plano. O comprimento do crânio o permite ter uma largura suficiente, mantendo aparência estreita. Stop: Ligeiro, mas distinto entre o crânio e o focinho, à frente dos olhos.

REGIÃO FACIAL Trufa: Preta. Grande, e de perfil, a linha que vai da trufa ao focinho parece ligeiramente inclinada para trás. 

Focinho: Fortemente construído e profundo em todo seu comprimento. 

Maxilares / Dentes: Dentes largos com uma perfeita e regular mordedura em tesoura, isto é, os dentes superiores recobrem os dentes inferiores e são inseridos ortogonalmente aos maxilares. 

Bochechas: Ossos das bochechas não salientes. Olhos: Amendoados, marrom escuros, bem separados, bem inseridos profundamente abaixo das sobrancelhas, com expressão viva e inteligente. 

Orelhas: Bem desenhadas, de textura fina, pontudas, eretas e inseridas no topo do crânio, mas não muito juntas. Orelhas grandes, com a base larga, são altamente indesejáveis. 

PESCOÇO: Musculoso e de comprimento moderado, mostrando qualidade. 

TRONCO Linha superior: Linha superior reta e nivelada. 

Dorso: Proporcionalmente curto e muito musculoso. 

Lombo: Musculoso e profundo. 

Peito: Bastante amplo e descido entre as pernas dianteiras. 

Costelas bem arredondadas, achatando para formar um peito profundo e portado bem para trás. Poderosa união das costelas com o posterior. 

CAUDA: De comprimento moderado dando um balanço geral ao cão; grossa na raiz, afinando para a ponta. Portada reta ou ligeiramente curvada. 

MEMBROS ANTERIORES 

Aparência geral: Peito bem à frente das pernas.

Escápulas: Longas, inclinadas. Cotovelos: Nem virados para fora nem colocados abaixo do corpo. 

Antebraços: Em linha reta, com boa ossatura. 

Metacarpos: Retos. 

Patas: De bom tamanho, bem acolchoadas; dedos bem arqueados e fechados; patas anteriores ligeiramente maiores que as posteriores. 

POSTERIORES Aparência geral: Notavelmente poderosos para o tamanho do cão. Nádegas volumosas e largas. Coxas: Profundas. Joelhos: Bem angulados. Metatarsos: Jarretes curtos, fortes, nem virando para fora nem para dentro. Patas: De bom tamanho, bem acolchoadas; dedos bem arqueados e fechados; patas posteriores ligeiramente menores que as anteriores. 

MOVIMENTAÇÃO: Suave e livre. Anteriores e posteriores retos, com propulsão nos posteriores; nivelada como um todo. 

PELAGEM Pelo: Bem fechado, pelagem dupla; subpelo curto, denso e macio; pelo de cobertura áspero, denso e de arame; juntos formam uma cobertura resistente às intempéries. COR: Preto, trigo ou tigrado em qualquer tonalidade. 

TAMANHO / PESO Altura na cernelha: 25 a 28 cm. Peso: 8,5 – 10,5 kg.

Terrier Escocês
Terrier Escocês
Terrier Escocês